sexta-feira, março 17, 2006

E já que o orkut aqui no trabalho insiste em não abrir, aproveito pra falar mal dele.
Lembro-me como se fosse ontem quando li uma matéria no UOL falando sobre uma tal comunidade virtual que era a nova febre da internet, mas só era possível entrar através de um convite, ou seja, algo muito restrito, VIP mesmo. Por mais detalhista que fosse o texto, eu não conseguia imaginar como funciona essa mágica inovação do mundo virtual.
Tempos ou tempinhos depois eu recebi o famigerado convite. Preenchi todas aquelas características chatas e que, na época, eram só em inglês e pronto! Estava integrada ao mais importante espaço de relacionamentos já existente na rede.
O começo de tudo sempre é bom. A Euforia de encontrar antigos amigos, de poder deixar recados, escrever sobre eles e de estar aberto a novas amizades e sair aceitando qualquer criatura que tivesse uma simpática feição era simplesmente fantástico e rapidamente vicioso.
E vieram as comunidades... Cada uma mais louca que a outra. Umas capazes de representar tão fielmente sua personalidade que não havia como resistir. Através de pequenas e inúteis coisas do cotidiano, elas montavam um espécie de quebra-cabeça que resultaria em você.
Passada a novidade, reconhecida todas as funções, era hora de explorar! Cria comunidades, tornar-se atuante em fóruns, brigar, xingar, rir, criar afinidades e usufruir de tudo o orkut oferecia.
Tudo corria bem, você lia scraps diariamente, tinha notícias dos seus amigos, mas então surgiu o que você mais temia: a praga! Conhecidos e até amigos seus foram infectados por essa grave enfermidade virtual e perderam completamente o senso crítico. Começaram a mandar peixinhos, casinhas, testes e textos batidos incessantemente e simultaneamente. A princípio você pensou que seria algo passageiro, um modismo qualquer, mas não, era realmente sério. E você não teve outra escolha a não ser deletar essas pessoas da sua seleta(?) lista de amigos.
Depois de algum tempo o problema se estabilizou. Ainda existe, como um vírus que se adptou ao meio, mas sutilmente. Infelizmente era tarde demais, o que era novo já não impressionava mais e seu entusiasmo acabou.
Ainda continuo lá. Vez ou outra sinto alegria, mas o real motivo dessa revolta é porque ontem eu era 80% sexy e hoje eu só sou 70%. O que terá acontecido, hein? Rummmmm

5 comentários:

A Princesa. disse...

Ah! Eu adoro o orkut! :~
conheci o amor da minha vida lá; vivo agradecendo por esse troço existir. :~
:**

Helder Júnior disse...

Rááááá... eu sou 80% sexy!!! Pelo até ontem eu era...

Hermington disse...

o que tá acontecendo é que eles não têm prestado atenção direito nas tuas pernas esses dias :D né Helder?

Sugestivel disse...

Esse meninos...rs

Helder Júnior disse...

É verdade Hermington. ô se é...