sexta-feira, abril 13, 2007

A sexta-feira treze

Eu tomei todas as precauções. Nada de passar embaixo da escada ou cruzar com gato preto. Nada de quebrar espelhos ou sentar à mesa com doze pessoas, somando treze.
Parabenizei meu chefe e deixei scrap de feliz aniversário para as pessoas da minha lista no orkut. Trabalhei direitinho e fui uma boa menina. Adiantou? Claro que não!
Saí do trabalho e fui ao banco sacar one thousand reais para pagar as contas. Deu certo? Claro que não.
Vim pra casa respirando fundo e contando até 10 umas 10 vezes (ou 317 vezes).
Cheguei, liguei para o atendimento do banco e tava tudo normal. Dinheiro em conta e nada bloqueado.
Saí de casa às 13h, encarei três caixas eletrônicos e nada.
Entrei no banco, peguei fila, olhei pro caixa e disse:
- Negócio é o seguinte: eu quero tirar o caralho desse dinheiro, mas a merda do caixa diz que eu não tenho saldo!
*mentira
- Moço, eu queria sacar (quase chorando), mas o caixa eletrônico não deixa...
- Tu não conseguiu?
- Não.
- Senha, por favor...
- ******
Espera-se...
- E aí, gostou do novo extrato?
- Ham?
- O novo modelo do extrato...
- Ah...É, né...
- Tu nem reparou?
- Eu não tiro extrato. Gasto todo meu dinheiro de uma vez só (, cacete!)
-Aqui
-Obrigada.

E pra terminar a epopéia, voltei pra casa de mototáxi.
Puuuuura emoção!

E pra terminar/terminar, não consegui postar esse texto ontem.

3 comentários:

Aleta Dreves disse...

eu sabia que tinha alguma coisa errada com a sexta mas não sabia o que era ... bom agora eu sei risos

Fabiana disse...

hoje o ônibus quebrou na metade do caminho. Foi a segunda vez que isso me aconteceu aqui...
Não me aconteceu nada na sexta. Efeito retardado...

Carlos Leite disse...

Hum, sabe que eu só me liguei que foi sexta-feira 13 agora? ¬¬