terça-feira, julho 20, 2010

Ah, eu tocaria...

Eu tocaria cuíca pela introdução de América do Norte, do Seu Jorge. E algo me diz que eu me daria muito bem com esse instrumento.
E dançaria dois pra cá, dois pra lá na introdução de “É, morena, tá tudo bem, sereno é quem tem” do Los Hermanos.
Aprenderia a tocar violão pra tocar, antes de tudo, a introdução de Por onde andei do Nando Reis.
Depois eu partiria pra Hotel California, acompanhada por aquela galera boa do Eagles.
Aprenderia tango só pra dançar ao som de Gotan Project, com Santa Maria Del Buen Ayre. De preferência com Richard Gere, numa sala de dança pouco iluminada.
Aprenderia piano pra tocar La Valse d’Amelie.
Depois aprenderia a tocar sanfona pra tocar La Valse d’Amelie de novo. Não sem antes tocar Asa Branca de Luiz Gonzaga.
No violoncelo, Prelude de Bach.
No violino, algo de Mozart.
Então partiria pro saxofone e arremataria com Forever in Love do Kenny G, tocando em casamentos e batizados.
A guitarra eu não aprenderia. Contentaria-me em ser uma grande rockstar do Air Guitar.

Um comentário:

Fabiana Mesquita disse...

Que graça! E você pode fazer, praticamente, tudo. Dançar Morena é o mais fácil.