segunda-feira, novembro 20, 2006

Da série "Diálogos"

Ontem saímos pra almoçar em um desses self-services da vida...
Depois do almoço meu pai pegou um doce e o rapaz veio anotar em uma guia improvisada. Ele sai e meu pai fala:
- Não quero mais.
- Por que, pai?
Ele empurra o papel e eu leio "dosse"
- Tô me tremendo todo. Como é que pode o cara não saber escrever "doce"? Se ainda fosse uma palavra difícil, mas é "doce"! O rapaz é até bonitão, mas como é que vai arrumar uma namorada se não sabe nem escrever "doce"!

*Meu pai é professor de Português. E mesmo que não fosse, é doce, cara! Doce!

4 comentários:

Helder Júnior disse...

Acho qeu teu tá fazendo muito dioce pra comer esse doce.

Nívea disse...

E aê!!!!
Pode tirar o link do meu blog, ou melhor, ex-blog, pq eu deletei ele. Estava me consumindo pra dedeu. Eu já andava se criatividade, imagina com um blog pra alimentar. Qualquer nova situação entrarei em contato.

Ps.: Acho que ando vomitando vírgulas demais.

Ps².: Para contatos internéticos entra no meu flog.. http://niveamel.floguxo.com.br

Bjos e queijos! =*

Juan Pablo Cienfuegos disse...

A ignorância toma conta do povo. Procura no Youtube, arvere nozes jesus

por tags parecidas com essas.. cousalinda de meu deus.

é foda.

Carlos Leite disse...

Eu posso não ser o exemplo de conhecimento de português, mas essa aí não dá pra passar batido mesmo! Já fechei vários blogs sem nem terminar de ler o post por coisas assim. :)