quarta-feira, dezembro 05, 2007

da vida dura [nova versão]

As mulheres da minha vida me deixaram e eu descobri que a vida de uma desempregada solitária nao é tão boa assim.
Nunca pensei que uma mulher lisa e sempre compromissos de trabalho tivesse tantas coisas pra resolver.
De certa forma faz sentido, porque só agora resolvi cuidar da saúde e esse tipo de coisa quando a gente não cuida logo, acumula.
Então tenhos exames, protocolos, médico, dentista, conta de banco pra encerrar, migração do plano do celular pra fazer e finalizações da monografia.
Fora isso, o trivial: decidir onde 'filar' o almoço diariamente, porque uma mulher-desempregada-sozinha-e-solitária não irá cozinhar pra duas pessoas se ela tem uma família grande e acolhedora :D

5 comentários:

kika disse...

eu sou só uma mulher-sozinha-solitária..... serve, ao invés dedesemprega, de exame final!!???

quero fééééérias... até mesmo pra fazer todo ese check-up aí q ocê tá fazendo.....

bom findi...
bjoca!

CresceNet disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
jeronymo artur disse...

isto é... hm... sugestível! ;)



bom, tudo o que eu queria era um apartamento, onde eu pudesse me manter e morar sozinho.

Pensamentos Soltos disse...

Eu faço engenharia da produção civil... mas nem gosto tanto assim...
e a minha monografia é sobre a análise de ensaios de solos à compressão simples com a incorporação de geossintético...

boa sorte com os médicos!

dissonante disse...

é, agora ninguém atende mais os telefones.