segunda-feira, março 30, 2009

Show (Meia) Boca de Mulher 2009


Pela primeira vez o Boca de Mulher me decepcionou. Claro que não acompanhei os 20 anos do espetáculo, mas já fui a alguns mais organizados e não pensei que justamente no aniversário eu ficaria com a má impressão.

Comprei a mesa de R$ 60 com as amigas, esperando a mesma tranqüilidade dos shows anteriores, mas foi isso que vimos (foto). O erro não foi a idéia de fazer um baile dançante pra comemorar (até achei legal), mas de não saber executar.

Havia mesas e ingressos à venda. Quem trabalha com eventos em qualquer parte do mundo sabe que essa é uma combinação perigosa se não há pessoal suficiente para supervisionar o local, porque o que mais tem é neguinho querendo se dar bem e foi aí que entramos na história.


Como houve uma falha na entrada, pessoas roubaram as mesas de outras pessoas e estas, por conseguinte, se sentiram no direito de ficar em pé justamente em frente a nossa mesa. Pedimos licença como pede a boa educação e elas se justificaram com o roubo. As outras que permaneceram em pé eram só mal educadas mesmo.

O problema dos eventos em Rio Branco é que quando organizadores percebem que falharam, se escoram naquela de que “a cidade é pequena, todo mundo é amigo e no final tudo vira festa”. Não é assim. Existe um público que precisa ser respeitado (e eu nem conhedia toda aquela gente). Quem compra a bosta de uma mesa espera, pelo menos, comodidade no começo do espetáculo.

Depois disso, tudo desandou. Achei a produção fraca, o local inadequado e o som ruim. Em algumas músicas mal se ouvia a voz da cantora, mas pra muita gente daqui o que vale é a intenção.

Moçada, o negócio é feito há vin-tê-â-nos. É claro que não se espera um show impecável, mas já dava pra ter aprendido alguma coisa, não?
Já que a intenção era fazer um baile, que só tivessem vendido ingresso. Assim povo se esbaldava no salão e quem quisesse manter a pose de sentar em mesa, que ficasse em casa, oraporra.

A noite foi salva pelo sábio DJ que desenterrou os melhores sucessos, incluindo “Meu amor, vamos lá, vamos tomar sol, na Praia do Amapá” de Jorge Cardoso. Não há quem resista!
* O título foi sugerido pela Carol, no auge de sua ira.

7 comentários:

#2 disse...

é, foi uma merda

O seringueiro Voador disse...

Apesar de que hoje alardeou nos jornais que foi um SUCESSO!

Mas pode crer que o Sugestivel tem muito mais credibilidade pra mim.

bem, eu queria ir, mas não pude, pelo menos não perdi muito. \o/

Elynalia disse...

mas o Lhé como sempre unipresente (nao sem como ele faz isso) apareceu "bem na foto".

Elynalia disse...

ops, onipresente, essa nova reforma ¬¬

Carol disse...

Sim sim, meia boca mesmo...

Que foi aquilo? Que cenário, que palco, que produção musical, que afinação das moças...

Enfim...

Paula Amana disse...

Todas essas criticas, com certeza, farão um show melhor!

Vizzi disse...

é, pelo visto, fiz bem em ter mudado de planos... comungo da afirmação do seringueiro, o Sugestivel tem muito mais credibilidade pra mim... :P