quinta-feira, setembro 27, 2007

Novela não é tudo, sabia?

Logo cedo me vi numa saia justa:
-E aí, quem matou Taís?
- Não sei ó...
- Nenhum palpite?
*Tentei lembrar o que havia no bendito comentário que a Fabiana deixou aqui quando eu fiz essa pergunta, mas minha memória fotogrática não permitiu. Então soltei:
- Er...não ó. Tô mais ansiosa em saber o final da Bebel e do Olavo! (sorriso amarelo)

Eu não vejo novelas, meus caros. Deixei essa vida há algum tempo e a desculpa de estar na faculdade na mesma hora da novela era a minha melhor justificativa. Mas agora que as aulas acabaram a minha situação se complica. As pessoas comentam e me pegam desprevinida.
E não, a solução não será voltar a assisti-las.
O que eu preciso é de um manual com expressões corriqueiras, incluindo alguns nomes de personagens bem comuns, tipo Helena, pra me sair bem nessas situações. Ou, em último, mas em último caso meeesmo, ver as chamadas da novela, que contam a história em 30s e sem dor.

*Título inspirado (ou imitado mesmo) no post do Deixa eu quieto.

3 comentários:

Carlos Leite disse...

Eu era viciado em novelas, mas as de hoje em dia estão muito fracas. Bons tempos aqueles de "Celebridade" e "O Clone".

Essa de agora é até boazinha, mas esse clichê de quem matou Odete Roitman, digo, Taís, já enchou o saco.

No mais, tô feliz que ganhei um link sugestível.

=*******

Fabiana disse...

Eu não acompanhei a novela, mas último capítulo não se perde. Foi o Olavo, coitado!

*dessa vez não ganhei link...

Carlos Leite disse...

Eu gostei do final, ó! Deu até pra dar uma última olhadinha em Taís...

E Wagner Moura é um bom ator, né não?