quinta-feira, maio 28, 2009

Bienal da Floresta do Livro e da Leitura

Começa hoje a Bienal da Floresta do Livro e da Leitura. O evento, promovido pelo governo do Estado, terá abertura oficial às 10 horas, na Praça da Revolução Plácido de Castro, mas só será aberto para visitação às 19 horas.

Até o dia 7 de junho, a capital recebe escritores nacionais, realiza palestras, painéis, oficinas, mesas-redondas, conferências, exposições de livros, além de exibição de filmes e apresentações artísticas.

A estrutura montada na Praça da Revolução Plácido de Castro conta com 40 tendas que abrigarão editoras nacionais, como a Ática, Companhia das Letras, Contexto e Atlas, e as livrarias locais, Paim, Betel, Universitária, Cultural e Dom Oscar Romero. Outros três estandes foram reservados às sessões de autógrafos.

Palestras e outras atividades

Já na Praça da Biblioteca Pública, acontecem as palestras e os painéis na tenda-bolha instalada especialmente para o evento. As atividades iniciam-se no dia 1º e são abertas ao público.

As oficinas e as sessões de autógrafos, porém, já tiveram as inscrições encerradas. Foram disponibilizadas 40 vagas para cada uma das nove oficinas oferecidas e os interessados puderam se inscrever no período de 19 a 27 de maio.

Quem não realizou a inscrição ainda tem chance de bater um papo com seu autor preferido. É que estão agendadas conversas com 20 escritores que participarão da feira. Os encontros acontecerão no período da manhã e da tarde no auditório colégio estadual Barão do Rio Branco (CEBRB) e na filmoteca e sala de cinema do Sesc-Centro.

Entre os convidados estão os escritores Fernando Monteiro, Marcus Accioly, Luiz Galdino, Fábio Lucas, Jorge Tufic, Francisco Gergório, Ignácio de Loyola Brandão e outros nomes da literatura brasileira. A programação completa estará disponível na bienal.