domingo, maio 10, 2009

dos males sonoros

Ando com sérios problemas de Influência Musical Repentina. Aquela doença grave que pode ser comparada ao efeito de um bocejo alheio ou a um soluço inexplicável.
Aquela síndrome aterrorizante de alguém passar perto de você cantando uma música qualquer e você, sem explicação nem controle, fica com ela na cabeça até que uma próxima pessoa se aproxime e troque a música.
Isso não só interfere em seu gosto musical, como tem o poder de acabar com sua reputação. A doença também é capaz de criar uma playlist em seu cérebro e te fazer cantar "quando tu balança dá um nó na minha pança" sem nem ter ouvido o programa do Chico Vaqueiro pela manhã.
Sim, é grave.

4 comentários:

Handreh disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
"Quando tu balança, dá um nó na minha pança"...
Que lirismo, não??
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Tow aqui MORRENDO de rir, não lembrava da existência disso e muito menos do Chico Vaqueiro!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Pior foi passar uma semana cantando Stefhany, aquela da versão Kelly Clarkson, que tem lama e tudo
AAHHHHHHHHHHHH!
o/

Nattércia Damasceno disse...

Gente, já vi aquilo! Ainda bem que a minha fase de Stefhany passou :P

Emanuele Nogueira disse...

Eu tenho isso ;)... é grave!!!

Angelo Douglas disse...

Grande Waldick!!!