terça-feira, outubro 16, 2007

flanela

Engraçado pensar como algumas coisas passaram de 'vagabundagem' a 'apenas um trabalho' em tão pouco tempo.
De vez em quando eu vou de carro (que não é meu) para o trabalho e deixo-o estacionado no mesmo lugar. Eu sei que quando eu voltar o moço que olha carros estará lá, naquele mesmo cantinho, de boné e me avisando se posso sair. É sempre assim.
O que a gente não se deu conta é que esse passou a ser um serviço prestado, como outro qualquer, e não uma tentativa de proteger seu carro do próprio carinha que se dispôs a 'dar uma olhadinha'. A gente não paga pra ele olhar, e sim pra ele não riscar.
Só que nesse lugar é diferente. O rapaz está lá todos os dias, na mesma hora, e ainda tem carga horária a cumprir. Faz esse serviço há anos, no mesmo espaço e ainda ganhou a confiança do cliente. Há quem deixe a chave do carro com ele. Muitos, até.
Hoje, atrasada pra ir buscar a lombinho, não paguei o serviço. Horas depois, tive que voltar pra resolver um problema no banco.

Fi eu saindo do carro e ele:

"Nem me deu hoje, hein?" (desconsidere o duplo sentido da frase)

"Er...Por isso mesmo que eu voltei!" (desconsidere mesmo, viu?)

"Então faz assim, paga logo metade..."

* Tiro 5o centavos do bolso e pago.

Na volta, quito a dívida.



"Valeu gata...Mas o quê que aconteceu que tu tava sumida, hein? Não vem mais trabalhar não é?"

*E o cara ainda dá conta da minha vida, é mole?

2 comentários:

Handreh disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Golby Pullig disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk idem