quinta-feira, outubro 25, 2007

varadouro (o post)


Varadouro é um caminho aberto na floresta, mas, nesse contexto, o caminho é musical e esse ano a abertura tornou-se maior. Foi aí que eu entrei.
A proposta era integrar as artes e lá estava eu, sem rótulos, com uma câmera na mão e querendo tirar fotos, só isso.
Passei de público a alguém com um crachá amarelo e passe livre para o backstage.
O Festival Varadouro 2007 contou com a participação de 18 bandas (9 da casa e 9 do Brasil afora). Aconteceu numa sexta de chuva (19) e num sábado de calor acreano (20), em um espaço grande e com boa estrutura física.
Tinha música, foto, blusa, CD, botton, grafitagem (ou intervenção), skate e tacacá. Tudo no mesmo lugar.
Limitei minha participação às fotos. Escrever sobre música não é tão fácil quanto parece e prefiri evitar conceitos estrambólicos e avaliações sem propriedade. Volta e meia gente acaba conceituando a banda em um estilo que não tem nada a ver com ela e, no final, a maior influência é a cerveja mesmo.
Dos sons novos que ouvi, os que me fizeram tocar a guitarra imaginária foram da Lord Crossroad e Mr.Jungle. O Quarto das Cinzas tem um som diferente e uma vocalista super performática. Gostei também.
E as bandas da casa, nem se fala...Tem muita gente boa por aqui. Nicles, Marlton, Blush Azul, Mapinguari Blues, Camundogs, Los Porongas...
E, enquanto a outra edição não chega, a cena se fortalece!

Um comentário:

Handreh disse...

Fiquei feliz por te ver lá toda empolgada, vestindo a camiseta mesmo!
Mto bom e tb gostei do seu trabalho.
Hein, vai pro show hoje?
Vai, não! Vamos lá pra casa da Milena, é perto da minha, conversar e coisa talz.
Beijo!
o/